Casa / Boletim Policial / Covid-19 – Divino e Orizânia, cidades sem lei?!
Cosméticos e perfumaria com preços especiais!

Covid-19 – Divino e Orizânia, cidades sem lei?!

Aglomerações, bebidas, drogas e falta de respeito com o semelhante são registros que nos deixam cada vez mais apreensivos

Noite de sábado com muita dor de cabeça para equipe da Vigilância em saúde em Divino. Praça lotada, bares funcionando sem nenhuma restrição e registro de muita baderna. A Polícia Militar mesmo com o efetivo reduzido e ainda tendo que atender uma ocorrência que foi encaminhada para a cidade de Muriaé, devido ao Plantão regionalizado, teve muito trabalho com apreensão de uma grande quantidade de drogas na Rua Atratino Vitor de Oliveira.

O que podemos fazer para ajudar? De quem é a culpa?…

São perguntas fáceis de responder, mas difíceis de colocar em prática!

É preciso pulso firme, é preciso de união, é preciso compaixão para com o próximo…

Então vamos lá!

Nossa cidade vem sofrendo com a pandemia, a economia cada vez mais prejudicada e o comércio lutando para sobreviver e arcar com seus compromissos.

A saída hoje é unir forças, e pra isso, é preciso que a população também colabore.

Os jovens podem parar e pensar um pouco. Será que isto está certo? Aceitar que jovens de outras cidades venham para a nossa, se aglomerarem e com isso trazer riscos para os nossos entes queridos? Será que eu, jovem ou adolescente, não posso colocar um basta nisso? Será que serei tão egoísta a ponto de não proteger quem mais amo? Será mesmo?

E você pai? E você mãe? Onde está, quando seus filhos estão pelas ruas? Esse é o ensinamento que deram para eles? Creio que não! Mas porque afrouxar as rédeas? Porque não ser mais severo ou severa, somente neste momento delicado?

São muitas as perguntas, mas se respondermos elas, quem sabe não mudamos de comportamento?

Hoje vemos muitas cobranças em cima das autoridades, mas precisamos saber, que nós podemos ajudar a diminuir tudo isso…

Falo isso, porque eu como jornalista, radialista, comunicador, formador de opinião já presenciei muita coisa, inclusive aqui em nossa cidade. E recentemente fiquei surpreso e vi que existem pessoas que lutam para tentar salvar seus filhos, que mesmo frente a tudo que vem acontecendo e mesmo com nossas esperanças quase perdidas, ainda existem aqueles, que batalham para ver um futuro melhor para seus filhos. Falo isso de uma senhora que me procurou e mesmo vendo uma matéria que envolve seu filho, além de pedir para passar a mão na cabeça, tirar a matéria do site do jornal, ou afrouxar as leis, ela aplaudiu o trabalho da polícia e implorou chorando às autoridades que a ajudassem tirar seu filho do mundo “diferente” que estamos vendo hoje.

Então? Vamos ajudar? Vamos colaborar? Vamos dar as mãos? Não adianta apontar o dedo, quando sabemos que somos inertes! Falta compaixão, falta solidariedade. Só seremos ser humanos melhores, quando a dor do outro, também nos atingir!

Ontem à noite, peguei meu carro e minha família e dei uma volta pelas ruas de Divino. Na Praça Dr. Genserico Nunes de Oliveira vi muitos jovens, adultos e adolescentes aglomerados e fazendo uso de bebida alcóolica. Ninguém ali parecia estar preocupado com a grande crise que vivemos. Cheguei a pedir o carro da Vigilância em Saúde para parar e perguntei se não iriam tomar alguma providência. Eles logo disseram que estavam indo ao encontro da Polícia Militar para tomarem algumas providências. Mas sabemos que o efetivo da Polícia Militar é bem pequeno e como disse, na noite de ontem ainda havia o atendimento de uma ocorrência na cidade de Muriaé. A equipe da Vigilância em Saúde está constantemente sendo ameaçada em suas diligências e ontem não foi diferente quando tomaram algumas atitudes para dispersar o povo que insistia em ficar no centro da cidade.

Há… ainda esqueci de mencionar que constantemente na cidade de Divino, no período da noite, jovens e adolescentes tem invadido a Escola Estadual Dr. Pedro Paulo Neto e feito das instalações um centro de drogas, prostituição e desordem. Foi um relato de uma moradora, que não iremos identificar para sua própria segurança, mas segundo ela, a insegurança tem sido frequente e que se sente amedrontada e desprotegida com tudo isso.

Recebi também vários vídeos da cidade Orizânia, que na noite de ontem estava um verdadeiro caos. Não moro lá e não sei se lá tem membros da Vigilância em Saúde para atender às demandas, mas sei que a noite de ontem, entrou pra história. Vimos muita baderna, bebidas e sabe-se lá mais o que rolou. Em um vídeo que me foi enviado, um dos baderneiros ainda fala:

“Orizânia, terra sem lei!”

Hoje a cidade amanheceu em meios ao caos, se não bastasse a desordem de ontem, hoje o que se via era lixo por toda a parte, como você pode conferir no registro abaixo:

Moradores da cidade esperam atitudes por parte das autoridades e medidas drásticas para conter essa afronta.

Outra coisa que intriga nossa reportagem e muitos moradores de Orizânia é que o Boletim Epidemiológico da cidade relata que não há suspeitos e que tem apenas uma pessoa em isolamento, porém, nenhum caso confirmado. Será mesmo? Testes estão sendo realizados? Uma pergunta que nós faremos à Secretaria de Saúde do Município e iremos trazer à tona, a veracidade dos fatos. Nós como imprensa regional devemos isso à população de Orizânia e assim faremos.

Enquanto isso o cemitério da cidade é expandido com direito a fundo musical e tudo:

E pra finalizar gostaria de deixar claro, que nós estamos aqui para unir forças com as autoridades tanto de Divino como de Orizânia, para que juntos possamos vencer essa batalha, que é de todos nós!

Sobre Antenor Gonçalves Neto

Jornalista - DRT 18587/MG

Verifique também

Divino – Acidente com vítima fatal na Rodovia MG 265

O acidente envolvendo um caminhão e um veículo Celta ocorreu próximo ao Galileu Mariano, no …

2 Comentários

  1. Gothardo Garcez Vilete

    Vergonhosamente vivemos uma pandemia paralela, um presidente negacionista que incentiva essa barbárie, portanto nós como cidadãos devemos lutar para mudar essa realidade, enquanto esse goberno permanecer só vejo escuridão pela frente, sim o governo federal e o estadual que o apoia nesse sentido SÃO NÃO OS UNICOS RESPOMSABEOS MAS SÃO OS MAIORES RESPONSAVEOS, OU MELHOR DIZENDO: IRRESPONSÁVEIS

  2. Ronie Vieira

    Parabéns pelo texto e parabéns pela imparcialidade do seu jornalismo, infelizmente não é uma notícia boa de se ler, mas mostra que n adianta ficar colocando a culpa nas autoridades se não fizermos o nosso dever de casa, dependemos sim de políticas públicas que nos protejam, mas nada adianta culpar a união e o estado sendo que o município tem autonomia para adotar medidas mais restritivas para controlar a pandemia,tomara que esta situação sirva de alerta para que alguma atitude seja tomada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

 

Open chat
1
Olá!
Em que podemos ajudá-lo!

Clique aqui e fale com a gente!